JORNAL FACTOS DE ANGOLA AFRICANA JS – ASSOCIACÃO JUVENTUDE SOLIDÁRIA DE ANGOLA

JS – ASSOCIACÃO JUVENTUDE SOLIDÁRIA DE ANGOLA



JS – ASSOCIACÃO JUVENTUDE SOLIDÁRIA DE ANGOLA

 Sob a liderança do JUSA Manuel Próspero Paxi, Delegado da JS – Associacão Juventude Solidária de Angola no Município de Luanda, realizou-se hoje dia 30 de Janeiro de 2021 (Sábado), por volta das 10 horas e 30 minutos, no auditório da Escola Njinga Mbande, a palestra devido em dois painéis com os seguintes temas:

     1. – O Associativismo e a Juventude Teve como prelector o líder Absalão Manuel Gonçalves, Membro fundador da JS – Associacão Juventude Solidária de Angola e Secretário Executivo do Conselho de Juventude do Distrito Urbano da Ingombota;

     2.- O papel do CNJ – Conselho Nacional de Juventude com as organizações associativas juvenis em Angola! Teve como prelector o líder Wilson dos Santos Domingos, Membro fundador da JS – Associacão Juventude Solidária de Angola e Secretário Geral do Conselho Nacional de Juventude na República de Angola.

 No início do acto, o Delegado da JS – Associacão Juventude Solidária de Angola no Município de Luanda, o Jusa Manuel Próspero Paxi começou por saudar e agradecer  os participantes presentes no acto, salientou também que a JS – Associacão Juventude Solidária de Angola no Município de Luanda para além das palestras motivacionais vai continuar a trabalhar em acções solidárias no sentido de apoiar o Executivo Angolano na resolução que dos problemas sociais que afectam os munícipes da cidade de Luanda.

 Ao falar do tema sobre o Associativismo e a Juventude o líder juvenil Absalão Manuel Gonçalves, Secretário Executivo do Conselho de Juventude do Distrito Urbano da Ingombota, começou por salientar de que o Associativismo é o agrupamento de indivíduos que tem o mesmo ponto de vista e a mesma visão que reúnem-se com o objectivo de traçar objectivos comuns e gerar soluções dos seus problemas. É importante que os jovens tenham em mente que o associativismo está intimamente relacionado com a liberdade das pessoas. E se recuarmos para veremos que os governos ditatoriais sempre impuseram restrições a formação ou constituição de associações, como por exemplo a Corea Norte onde o Governo coloca restrições às liberdades fundamentais ao seu povo, sendo assim podemos afirmar que o Associativismo ou as Liberdades Fundamentais dos povos , que permite a criação de associações é um Direito Consagrado nos Estados Democráticos.

 O líder Absalão Manuel Gonçalves disse ainda que o Executivo Angolano sempre colocou as liberdades fundamentais do nosso povo na sua agenda como sendo a peça fundamental da revolução dos problemas sociais, e por Angola ser um estado Democrático e de Direito o artigo n.° 24.° da nossa lei constitucional e expressamente regulamentada no artigo n.° 170.° do nosso Código Civil, é na lei n.° 14/91 de 11 de Maio a chamada lei das associações, estabelece as normas que permitem com que os jovens criem associações, desde que as mesmas não contrariem as leis vigentes em Angola.

 O Associativismo em se traz vários benefícios na seio da nossa juventude, tais como a união que nos leva a ter um pensamento colectivo, as decisões do grupo que são tomadas e aprovadas em colectivo, sem decisões individuais, e a actuação colectiva que leva-nos a ter resultados sólidos para os interesses comuns e colectivo.

 Por sua vez, o líder juvenil Wilson dos Santos Domingos, Secretário Geral do Conselho Nacional de Juventude em Angola, começou por falar do papel do CNJ – Conselho Nacional de Juventude em Angola enquanto plataforma juvenil que congrega no seu seio todas as organizações juvenis de partidos políticos existentes em Angola, organizações juvenis Relegiosas, organizações juvenis Filantrópicas e Estudantis, tendo como objectivo incentivar no seio da Juventude Angolana o espírito Patriótico e a defesa da Nacção, a imagem do Presidente da República enquanto titular do poder Executivo e líder da nacção Angolana.

 O CNJ – Conselho Nacional de Juventude em Angola é  parceiro directo do Executivo Angolano e também o interlocutor da resolução dos problemas que afectam a juventude Angolana a cada nível diante das instituições do Estado Angolano.

 O líder juvenil Wilson Domingos salientou ainda que é no Conselho Nacional de Juventude onde as organizações ou associações membros e que praticam o Associativismo no país, antes de saírem nas ruas para fazer manifestações e que em muitos casos acaba em actos de vandalismo, devem é apresentar as  preocupações ou problemas que lhes afectam ao Conselho Nacional de Juventude a cada nível e por sua vez o Conselho de Juventude como sendo a organização parceira directa do Executivo Angolano e a maior plataforma juvenil do país, que vai apresentar os problemas dos jovens aos órgãos do estado para a resolução do mesmo.

 JS – EM CADA ACTO UM GESTO, EM CADA GESTO UM SORRISO!

 Luanda aos, 30 de Janeiro de 2021

 DEPARTAMENTO PARA INFORMAÇÃO E MARKETING DA COMISSÃO DIRECTIVA DA JS – ASSOCIAÇÃO JUVENTUDE SOLIDÁRIA DE ANGOLA” NO MUNICÍPIO DE LUANDA

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post