IMUNIDADES E DIREITOS DOS DEPUTADOS SÓ PARA OS DEPUTADOS DO MPLA

IMUNIDADES E DIREITOS DOS DEPUTADOS – Os Deputados não podem ser detidos ou presos sem autorização a conceder pela Assembleia Nacional. n°2 do artigo 150° (Constituição da República) e n° 2 do artigo 15° da LOED (Lei Orgânica do Estatuto do Deputado). • Os Deputados gozam do direito de livre-trânsito entendido, como livre circulação em locais públicos de acesso condicional, mediante exibição do cartão de identificação de Deputado, alinea b) do artigo 18° da LOED (Lei Orgânica do Estatuto do Deputado). – As autoridades a quem este cartão for apresentado devem prestar todo o auxilio solicitado pelo portador.

Nota Bem

A Polícia Angolana tem orientações superiores para respeitar os Deputados do MPLA,os da Deputados da oposição não são abrangidos nesta constituição,isto evidência que em Angola falta a tolerância política inclusive a Democracia,as violações dos direitos humanos são constantes naquele país Africano onde o MPLA tomou o poder no ano de 1975 por via armada e não por via das eleições livres e justas, depois que os colonos portugueses deixaram o país Africano,o MPLA com apoio dos mercenários Cubanos e Russos expulsaram todos os demais partidos políticos citando UNITA, FNLA e etc.

Embora os Angolanos na teoria dizem são um povo soberano e independente na realidade não são,ao contrário continuam vivendo uma escravatura do MPLA ,os governantes do MPLA são todos ricos e a população vivem numa estrema pobreza, todos recursos financeiros proveniente do petróleo,ouro, diamantes, urânio, peixe etc são transferidos para o estrangeiro na sua maioria em Portugal, José Eduardo dos Santos roubou,matou Milhões de Angolanos foi facilitado a sua fuga com sua família para o estrangeiro pelo atual presidente João Lourenço, hoje tem vindo a enganar os Angolanos que combater a corrupção sendo que o arquitecto da corrupção está no Dubai Emirados árabes unidos a desfrutar do dinheiro que roubou de Angola, recentemente o MPLA cometeu um genucidio no leste daquele país os deputados da oposição tentaram constatar a realidade do ocorrido foram impedidos de entrar no local onde ocorreu o mesmo crime, segundo a nossa fonte. 

Por Moussa Garcia 

Investigative journalist  

Washington DC 

03/02/2021
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *