Primeira empresa de branqueamento de capitais foi criada pelo Bureau político do MPLA em 1992 GEFI – Sociedade de Gestão e Participações Financeiras.


MPLA LEGALIZOU A CORRUPÇÃO EM 1992 

A 21 Setembro de 1992, uma semana antes das primeiras eleições gerais multipartidárias, na história de Angola, ilustres figuras do MPLA deram corpo à criação formal e legalizada do conglomerado de negócios do partido no poder, a GEFI – Sociedade de Gestão e Participações Financeiras. Para o acto subscreveram, em nome do MPLA, os seguintes dirigentes:

Francisco Magalhães Paiva, então ex-ministro do Interior, actualmente deputado e, desde então, membro do Bureau Político do MPLA;
José Mateus Adelino Peixoto, então chefe da Casa Civil do Presidente da República, actual secretário-geral dos Serviços de Apoio ao Presidente da República e membro do Comité Central do MPLA;
António de Campos Van-Dúnem, então assessor jurídico do Presidente da República;
Augusto Lopes Teixeira, na altura membro do Bureau Político e presidente do Conselho de Administração da Angola-Telecom, Empresa Pública;
Carlos Alberto Ferreira Pinto, é deputado e membro do Bureau Político do MPLA;
Fundação Sagrada Esperança, braço social e comercial do partido.

A actual carteira de negócios da GEFI S.A inclui a sua participação em 64 empresas que operam no domínio da hotelaria, indústria, banca, pescas, comunicação social, construção, imobiliária, etc. Dada a extensão dos seus negócios, o presente texto apresenta apenas um resumo das suas actividades, com base na disponibilidade de documentos oficiais. A investigação realça, em particular, o modo como o governo tem alienado, de forma obscura, património do Estado a favor da GEFI para benefício financeiro e patrimonial do MPLA. 

Contínua  na próxima edição….

Informações fornecidas pelo 

Ex- Activista dos direitos humanos e jornalista de investigação Rafael Marques atualmente homem próximo do presidente Angolano João Lourenço,deixou de fazer denúncia contra os corruptos que estão no governo Angolano,este perdeu credibilidade internacional o seu website Maka Angola

Agora está voltado só afazer publicar notícia encomendas pelo regime. 

Por Kinguengo Muginga 

Washington DC

19/02/2021

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *