JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL EIS A SALVAÇÃO DOS ANGOLANOS ” INCRÍVEL COMO O MUN SERVE DE INSPIRAÇÃO “

EIS A SALVAÇÃO DOS ANGOLANOS ” INCRÍVEL COMO O MUN SERVE DE INSPIRAÇÃO “

INCRÍVEL COMO O MUN SERVE DE INSPIRAÇÃO

“ isto até já não é inspiração é copy-past  tanta documentação dispersa, tantas  infiltrações só para roubar ideas. Isto é o plano do MUN desde 2011 estampado em documentos com provas e datas.

Igual como tentam e tentaram assaltar a frase : É Preciso Repensar Angola… Como tentam  atribuir o termo solução na unita. Até que nos legalizem, já estamos chegados.” 

Olha o que  encontrei por aí?

1)Revisão plena da constituição(CRA)

– (Este é o terceiro ponto entre os cinco pontos de reivindicações do MUN e que temos insistido que nenhum Partido tem mais o direito de

Mudar a constituição de os deputados não forem eleito direitamente pelo povo e jamais mais o que temos visto a demagogia política de cabeças de lista. Por isso defendemos as eleições legislativas fossem separadas das eleições presidenciais) isso é plano do MUN e com detalhes.

2) Adalberto uma vez Presidente de angola deve abandonar a Presidência da UNITA

– (Uma promessa falsa desde o tempo de Samakuva e nem está institucionalizado nos documentos da unita tudo uma manipulação e demagogia; o MUN sim pautou esta cláusula nos seus documentos razão pela qual o númeroro um do MUN não é presidente mas sim c

Chanceler e logo que eleito para Presidência da República perde automaticamente o título de chanceler 

3) Instituir as Autarquias em todo território Nacional

– (Coisas do casal  ~ mpla-unita)

4)Recuperação e revitalização dos Polos industriais, criação de um plano de industrialização Nacional a longo prazo.

– (Isto até pode ser um programa de todos mais desde quando a unita vem a tona falar de seus planos em numeração? A reposição da indústria a nível Nacional um plano do Partido, mais uma razão de aproximar todos os angolanos da raça branca nascidos aqui e que tinham contacto com

Estas áreas pois não há tempo a perder. No nosso website são mencionadas as províncias primordiais e as fábricas que devem ser posto de novo em funcionamento para gerir emprego a nível

Nacional).

5) Fundar a nova Capital de Angola

– (Terrível plágio; isto até assusta, ao longo da sua longa história a unita nunca veio ao público falar de uma nova capital do País. Isto está no programa do MUN  até o nosso novo website que saí brevemente (www.mungoverno.com) tem as imagens ilustradas em promoção da nova capital. 

O MUN por ter a sua génese no ocidente, achamos que seria importante o País  ter uma outra capital política sem tirar o mérito de Luanda assim teríamos a  capital política e uma cidade metropolitana gigante para a económica, como está Nova York e Washington DC, Milano e Roma daí foi escrito e proposto Luanda  como a capital metropolitana económica e Lubango como a capital política (Distrito Federal da Sá da Bandeira que juntaria: Lubango, Chibia, Humpata a zona de Chiviguiro Instituto agrónomo até na serra da Leba)  e o Distrito teria o um perfeito como administrador e o resto da província da Huila teria a sua capital e seu governador na Matala que não responderia pelo Distrito Federal) Lubango foi escolhida pelo seu clima fresco, pela localização geográfica e proteção de qualquer invasão estrangeira, possibilidade de se criar uma nova cidade as duas

Montanhas e as pedras que facilitariam a construção da nova capital). Fomos plagiados

6) Aposta plena na Agricultura

-(Projeto total do MUN ponto de partida no estabelecimento daquilo que chamamos de: “ o sustento próprio “temos um programa com detalhes  sobre a agricultura onde acentuamos no restabelecimento das fazendas a volta do território nacional onde sublinhamos o grande papel dos espoliados em gerir as fazendas por termos a idea de uma agricultura industrial e não só rural, falei iso na Voz de América, e assusto na recente entrevista com o jornal a República. Fomos plagiados) triste.

7) Reforma da educação, inclusão das línguas soberanas no Curriculum escolar.

– (Total plágio do programa do MUN que até entrou no tribunal para a legalização do MUN onde no programa do Estado Federal as línguas tornar muito importante razão pela qual mesmo a nossa bandeira não carrega 18 estrelas como habituados de ver em outras  bandeiras , a nossa bandeira possui só sete (7) estrelas  que simbolizam a valorização das 7 línguas maiores e tribos de Angola e que estás línguas maiores devem merecer uma consideração absoluta . Fomos roubado) total plágio 

8) Instituir as escolas de iniciação (Mukanda, o Tchikumbi, Efico) em todo território Nacional e de acordo as especificidades regionais, com o incentivo de pesquisas científicas e implementação de escritas puramente africanas, como o caso do MANDOMBE ou MEDU NETJER…

– (Roubo das ideas do MUN que estabeleceu um projecto de educação que uns pontos foram públicados por mim onde a criança torna para nós o elemento básico daí a criança das creches e mudar o sistema de educação onde até os filhos dos imigrantes nascidos fora de Angola são incluído e criamos um documento com o título  “O teu filho também nos pertence “ . Total plágio)

9) Instituir uma Língua Africana como Língua de Unidade Nacional.

– (Idea genuína do MUN e está nos estatutos que entraram no TC temos documentos que provam isso além disso eu não paro a cada dia que passa insistir no valor e reconhecimento das línguas nacional tem postes repetidas apelar isso, o MUN até se arriscou a escolher já uma língua nacional mas que não publicamos por razões políticas até a legalização; mas foi escolhida uma língua que não afeta o sotaque das pessoas em falar outro as línguas onde o meu kikongo já está descartado por ser uma língua pesada. 

10) Apostar na pesquisa científica e no conhecimento endógeno para criar soluções reais em tempo real.

– (Este é no penúltimo ponto do nosso Programa do Partido que entrou no TC os que dão comigo sabem o quanto adicto e decidido  em recolha e ciência onde até escrevemos um programa que achamos que servirão de incentivo ao cidadão de se envolver na invenção “ cria algo e fala para nós “). 

11) Criação de Politicas especificas de desenvolvimento para as regiões onde se extrai riqueza que impacta no OGE

– (Consultar o dossier Estado de Cabinda onde esclarecemos de forma detalhada o que  ganharia cada província produtor de matéria prima onde entra o Zaire e as Lundas. E o que seria feito para as províncias que não produzem matéria prima e de forma detalhada esclarecemos como as províncias já no sistema federal como ganhariam os 25% das suas produções).

12)Transformar o Turismo na maior indústria Nacional. — with Luis Ferreira Cortez.

– (Isto  até é super triste não é preciso ir nos documentos do MUN, está foi a recente entrevista que dei no jornal a República acho 5 meses

Atrás onde falei de forma detalhada a necessidade do turismo e até como seria feito citando Malanje como exemplo, o jornal ainda está nas bancas e na nossa sede).

Fiquei sem Energia!

Karl MPONDA 

23/02/2021 

Washington DC 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post