JORNAL FACTOS DE ANGOLA SOCIEDADE E PERSONALIDADE Jose Eduardo dos Santos Presidente Emérito de Angola e da África

Jose Eduardo dos Santos Presidente Emérito de Angola e da África

Jose Eduardo dos Santos  Presidente Emérito de Angola e da África ,assim intiutula-se este trabalho de autoria de C. T. Ahmed Cissé historiador e escritor .
  esta obra compila uma resenha biográfica de alguns membros do MPLA do nosso tempo: Dr. António Agostinho Neto, Hoji Ya Henda,  Deolinda Rodrigues,  Pascoal Luvualu,  Roberto de Almeida,  Julião Mateus Paulo (Dino Matrosse),  Luzia Pereira de Souza Inglês (Inga),  o engenhero Manuel Domingos Vicente,  Fernando da Piedade Dias dos Santos (Nandó) ,refere-se também ao Maliano maître Alioune Blondin Beye, o malogrado mediador dos acordos de Lusaka de 1994, à Margareth João Anstee, observadora do do acordos de Bicesse, ao historial da fundação e desempenho do MPLA, inclusive à Fundação Eduardo dos Santos (FESA). 
Mas a grande personagem do presente trabalho é mesmo o engenhero José Edouardo dos Santos, Ex -Presidente da Republica de Angola.
 C. T. Ahmed Cissé um historiador nascido no Mali que na altura deste prefácio viveu em Angola um pouco mais de 17 anos. Nestes anos de vivência em rerritório angolano, uma coisa lhe chama atenção a vida política de José Eduardo dos Santos desde que assumiu a presidência de Angola, após o desaparecimento físico de Agostinho Neto. 
No seu discurso de tomada de posse José Eduardo dos Santos numa das passagens diz: Não digo que é uma substituição fácil ,nem tão pouco me parece uma substituição impossivel mas uma substituiçäo necessária” e o emigrante toma esta famosa frase como base desta obra. 
tratado por muitos angolanos como Cissé, têm outra passagens em mais de nove países de África ,alguns da Ásia e outras da Eiropa, mas sente um apeço pela figura de José Eduardo dos Santos e résolve escrever esta obra. O autor vive na sua própria pele momentos de guerra civil de Angola. Nas matas, nas cidades, nas zonas rurais, em certas ocasiões, até, em lugares sitiados. Pelo que o ouviu e viu, de cidadãos angolanos, dos meios de comnicação social de todo tipo(privados e estatais), dos d’ados do Centro de Documentação e Investigação Histórica do Comité Central do MPLA, começa à partir dos acordos de Alvor e termina nos do Moxico. Intrépido e perspicaz até à exaustão,  viaja de Cabinda ao Cunene não só em capitais de províncias mas, também, em algumas vilas e bairros périfericos .Então concluiu que : José Eduardo dos Santos é um Estadista com excellente formação académica e política, detentor de grande cultura geral, possuidor de um arguto pensamento politico e de grande diplomacia, audas e perfeccionista. Mas o autor não para e volta ao ano de 1979 para elucidar-se mais sobre como o seu biografado geriu as dificuldades até os dias que trabalha nesta obra. Analisa os discursos éloquentes e promissores de José Eduardo dos Santos, as conferências e cimeiras em que participou e os muitos cargos que assumiu, com responsabilidade e transparência, antes de ser Presidente de Angola. Pesem embora os seus detractores e cépticos levantarem suspeitas e acusações sem fundamento, Cissé apercebe-se que na governação do Presidente Diferente os conflitos armados reduziram o curso de água do rio, mas com o andar do tempo o rio cresceu, encheu barragens, rolou turbinas eléctricas e deu e está dar energia ao povo Angolano.O Presidente dos Santos na óptica de Cissé, notabilizou-se e notabiliza-se em : a)-Envolvimento activo na ajuda que o governo Angolano proporcionou para a independência da Namíbia (Carta ao Dr. Javier Perez de Cuellar secretári-geral da ONU) b)- Envolvimento activo que governo Angolano proporcionou para esabilização da África austral, consequentemente para a extinção do apartheid e a libertação de Nelson Mandela. c)- Assinatura de acordos históricos entre o partido MPLA e outros partidos Angolanos tanto como entre o governo de Angola e outros países para o bem estar do povo Angolano e da região austral do continente Africano. d – O espirito de união com seus compatriotas demostrado nos Acordos de Lusaka, a total aceitação em repartir os cargos governamentais entre o seu partido e outros sobre tudo a UNITA. e)- O seu amor infinito pela paz, mesmo nos conflitos armados, deu a entendre à UNITA e ao Dr. Jonás Savimbi que a guerra não era o caminho para a felicidade do povo Angolano ,primando sempre com negociações. O conflito pós-eleitoral ,em 1992 , trouxe relatos horríveis de guerra printamente passados na comunicação social nacional e internacional., f)-Embora a situação da guerra civil fosse catastrófica e inviabilizava a normal governação do país, o Presidente dos Santos e o seu partido não declararam estado de sítio ou de emergência total. g)-Concepção de programas governamentais para a recuperação das infra-estruturas destruidas pela guerra e para ampliar outras como pontes,  vias rodoviárias e ferroviárias, energia elétrica e agua potável (mesmo em zonas onde parecia um sonho),  saneamento público, escolas, hospitalis, postos e centros médicos, instalações desportivas, combate à pobreza e à inflação e criação de uma industrialização de envergadura aceitável. h)- Respeito pelas crianças e mulheres, garantindo todos direitos que os assiste, a promoção da participação das últimas na governação do país. Respeito pelo direito dos outros partidos de participarem da vida do país. i)-A humildade e a forma de compartilhar a condução da nação com o seu executivo unido, ouvindo todos os partidos com assento parlamentar e a sociedade civil. Por último, o autor remata : a participação de Angola no Mundial da Alemanha, em 2006, o CAN de 2010, e o Mundial de hóquei em patins realizado em Angola, em 2013, as performances de Leila Lopes, José Armando Sayovo, Elsa Baldaia, a nascente cinematografia nacional (filmes, novelas, séries de TV ),os prémios internacionais autorgados aos artistas Angolanos, têm que ver com a paz alcançada e com a governação de José Eduardo dos Santos que o Maliano Cissé considéra como “Um Presidente Panafricano”.
Com esta edição que estará nas bancas das livrarias Europeia, Estados unidos da América e África ( África do sul, Nigéria,Mali e Marrocos ) tratando uma grande vantagem para o arquivo da história dos Áfricanos e em particular Angolanos terem a figura do seu presidente nas grandes livrarias de renome internacional.
Para mais informações sobre 
O livro contato 

 Telefone WhatsApp +22378969686 Dr’Cisse 

Por Geraldo Filomeno
Washington DC
26/02/2021

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post