DOENTES INTERNADOS NO HOSPITAL ESTÃO A MORRER POR CAUSA DO FUMO DO FOGO DO LIXO QUEIMADO NO KILAMBA KIAXI A LIXEIRA ESTÁ JUNTO A PAREDE DO HOSPITAL

Lixo está a preocupar profissionais de saúde e pacientes no Centro Materno  Infantil do Kilamba kiaxi 

Maka Mavulo News teve acesso a um vídeo postado num dos grupos WhatsApp onde um cidadão revoltado com a governação do MPLA ,o vídeo mostra montão de lixo a ser queimado junto ao centro materno infantil do Kilamba kiaxi,nossa equipa de reportagem foi constatar o fenômeno

Confirmado tentamos saberia junto a direção do centro mas ninguém quis prestar entrevista,por outra fonte anónimo disse”Esta situação é preocupante visto que o  Centro Materno  Infantil do Kilamba kiaxi atende doentes provenientes de vários pontos da cidade de Luanda, principalmente a maternidade”, lamentou interlocutor.

Por outro lado, disse que há carência no capítulo de material gastável, por insuficiências financeiras informações vindo da direção provincial da Saúde de Luanda.

Por Elisabete Tavira Muginga 

Luanda Angola

19/03/2021

 O  Centro Materno  Infantil do Kilamba kiaxi atende mensalmente 1750 pacientes e muitas pessoas doentes internados estão a morrer por intoxicação do fumo do fogo do lixo, mas os doutores escondem a causa da morte não descrevem no boletim do óbito,este centro tem uma capacidade de aproximadamente 300 camas.

 A instituição possui 33 médicos, sendo 22 nacionais e 11 estrangeiros, 334 enfermeiros, 242 técnicos e administrativos.

atendeconsultas nas áreas de Medicina, Pedriatria, Ginecologia, Obstetrícia, Planeamento familiar, Estomatologia, Ortopedia Banco de Urgência, entre outros.

 a direção  não sabe como resolver essa situação,o fumo proveniente do fogo do lixo que está queimando entra dentro do Centro Materno  Infantil do Kilamba kiaxi ,as janelas não podemos manter fechadas 24/24 horas não possuímos ventilação artificial e os ar-condicionado muitos não funcionam estão todos sujos por falta de manutenção a direção do centro diz que não há verbas para custear mensalmente a limpeza dos mesmos ,os pacientes e nós estamos sendo alvos dessa intoxicações proveniente do lixo, não podemos encerrar o hospital para não sermos punidos lamentou um funcionário ( por razões de segurança não é permitido descrever seu nome e área de serviço que o mesmo ocupa no hospital), contactámos a administração local e a polícia para intervir junto aos moradores da preferia ao hospital com objetivo de não continuar a meter lixo naquela área adjacente ao hospital, não tivemos êxito foi nos dito o governo provincial resolverá em breve essa situação do lixo na capital, estamos aguardando inclusive muitos colegas só venham marcam a presença depois voltam para suas casas uns vão nas clínicas privadas onde tenhem contrato de trabalho,os colegas estrangeiros seguem o mesmo ritmo uns nem aparecem aqui no hospital,os familiares dos doentes internados que dormem fora do hospital uns acabam por contrair sintomas de tosses ou diarreia, imploramos ao governo provincial para o mais rápido possível resolver recolher o lixo junto ao hospital este não é um fenômeno normal mas um mal contra a saúde humana lamentou o nosso interlocutor encontrado no hospital.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *