JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL Maria Pinto desertou da milícia turma do apito

Maria Pinto desertou da milícia turma do apito

Denúncia pública: Descoberta a milícia que o MPLA criou para matar o povo que se rebelar depois das divulgação dos resultados eleitorais de 2022
Por Celeste Humbi
Sambizanga Angola
22 de Março de 2021

Maria Pinto és membro da milícia turma do apito que está foragido do país, denunciou ao Maka Mavulo News, que a milícia turma do apito, foi criada com objetivo específico para reprimir atos de protestos da oposiçãoo  caso estes venham reclamar contra os resultados eleitorais favorável ao MPLA,Mala Mavulo News na sua sondagem indica a derrota do partidos no poder derrota em 2022.

O mpla sabe que perdeu a popularidade, por isto está jogar na antecipação preparando a milícia turma do apito. Tomás Bica foi promovido de civil a grau militar com a patente de Brigadeiro e trabalha diretamente com o general Pedro Sebastião que orienta tudo fornecendo inclusive o armamento.

Nós temos armas, e somos autorizados a matar todos que tentarem reclamar vitória em 2022, disse Maria Pinto.

É de recordar que o deputado da Unita nelito Ekuikui, denunciou que a milícia turma do apito estão usar arma de fogo.
Maka Mavulo News tomou conhecimento de uma
acção  criminal contra o povo
Um homem de 35 anos, identificado por Paulo Manuel Francisco morreu esta semana na sequência de espancamentos protagonizados pela chamada “turma do apito”, uma brigada de vigilância comunitária, constituída por jovens nos diferentes bairros do distrito urbano do Sambizanga, em Luanda.

Criada pelo ex-administrador distrital, Tomás Bica, a “turma do apito”, segundo os seus “mentores”, tem por “objectivo” reprimir o maior índice de criminalidade naquela parcela da capital do país.
segundo fonte do jornal Lil Pasta News no local na edição postada no ar no dia 21 deste

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post