Quais as motivações de JLO em adiar as eleições Autárquicas “sine die”?

AONDE IRÁ VIVER SUA EXCELÊNCIA PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO QUANDO DEIXAR A PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA? 

• Algarve?

• Barcelona?

• Estados Unidos da América?

“Quais as motivações de JLO em adiar as eleições Autárquicas “sine die”? Será que nem o Gradualismo lhe serve?

  

Um Português encarregado de obras veio para Angola em contrato com a empresa de construção civil Mota Engil, na construção da Assembleia Nacional, orientando vários pedreiros Angolanos na construção da referida obra. O Português encarregado da obra disse ao mestre pedreiro Angolano para que este, rebocasse uma das paredes da referida obra para que posteriormente pudesse concluir o assentamento dos mosaicos da parede em causa. O Pedreiro Angolano respondeu ao Português Encarregado da Obra que a chuva não lhe permitia concluir o referido reboco, porque, escorria agua pela parede em causa. Foi então que o Português retorquiu: “Ouça-la, se chover o ano todo consequentemente, nós Portugueses não entregaremos a obra ao Governo Angolano”? “Bouche não serve para trabalhar connosco, bouche está despedido”!

O encarregado da obra chamou um outro Português e orientou o reboco da parede, este por sua vez, arranjou uns plásticos e cobriu a área de trabalho e conseguiu concluir o reboco mesmo com chuva.

Conclusão da estória: Justificar o adiamento ou a marcação da data das eleições Autárquicas em Angola devido a doença da China – Covid 19, é costumeiramente hilariante, até porque Países que precisam menos de eleições estão a realiza-las com Covid ou sem Covid, um dos maiores e melhores exemplos do Mundo são os Estados Unidos da América, realizaram as  eleições Presidências em Novembro de 2020 num clima bastante preocupante com o covid19.

“Quais as motivações de JLO em adiar as eleições Autárquicas “sine die”?  

Esta temática coloca-nos vários possíveis cenários da vida politica Angolana. 

• Quem João Lourenço esta defender ou ajudar com o adiamento sucessivo das eleições Autárquicas? 

• O MPLA, que virou-lhe as costas durante muitos anos? 

• Membros do MPLA que não têm capacidade e competência de ganhar uma eleição autárquica?

• Ou é o Poder que João Lourenço tem medo de o perder?

Importante ressaltar que João Lourenço afirmou numa entrevista que seria um Presidente reformador que nem Xi Jinping Presidente da China. Todos os Angolanos estavam esperançosos com João Lourenço, uma das maiores reformas do Estado seria a instituição e a realização das Eleições Autárquicas ainda que fossem sobre um determinado Gradualismo imposto pelo MPLA aos Angolanos. Para espanto e surpresa de todos nós, João Lourenço recua, e nem uma nem outra é referida no seu ultimo discurso, e mas, fala em “boca cheia” que nunca marcou a data das eleições autárquicas, como se estivesse a fazer um grande favor ao Povo Angolano ao marcar a data das eleições Autarcas. 

Não acredito que Sua Excelência João Lourenço tenha pouca memoria, até porque José Eduardo dos Santos, fugiu de Angola para Espanha há menos de 5 anos, devido a estas manobras politicas contra o Povo Angolano, muitas delas induzido em erro pelos seus correligionários, que tinham um outro interesse e outras agendas que colidiam secretamente com os interesses de José Eduardo dos Santos e a sua família. 

Se perguntarmos ao antigo Presidente da Republica JES, perante o cenário actual, se aceitaria marcar ou não as eleições Autárquicas ainda para este ano, temos todos a certeza que JES aceitaria marcar eleições autárquicas para ontem.  

Agora que deixou de ser Presidente da Republica de Angola, sem poder nenhum, acredito que percebeu melhor às (Intrigas Palacianas, os interesses inconfessos dos seus Correligionários, Relatórios e informações Mentirosas, Sondagens Falsas, Traições, etc., etc.,) em que ele se sustentava para Governar.

Nenhum Pai Presidente da Republica consciente e serio aceita Governar Angola sem eleições Autárquicas, porque deve saber que as consequências serão para os seus filhos principalmente!

Deixar a Presidência da Republica sem instituir uma das principais reformas do Estado Angolano é um autêntico suicídio. O exemplo são os filhos de JES, até para tratar um documento de concepção ou de exploração, tem que ser com autorização da Presidência da Republica. É um Escândalo! 

Nenhum filho de JES ou da sua Entourage consegue chegar a Administrador, Governador, sem a vontade de João Lourenço, é uma das maiores idiotices, cometidas pelo regime Eduardista.  

Portanto não é razoável aceitar que Sua Excelência Presidente da República, Manuel João Lourenço esteja a cometer os mesmos erros do anterior Presidente.

O adiar e o atraso da Implementação das Autárquicas, prejudicam e afectam de que maneira, a reputação do Presidente da República João Lourenço, e perigam a vida da sua família, principalmente os seus filhos.

Estes mesmos indivíduos do MPLA e do Governo, que hoje estão aparentemente do lado de João Lourenço, contribuindo para o adiar “sine die” a realização das eleições autárquicas, serão os mesmos, que irão contribuir para a sua “demonização”, quando deixar de ser Presidente como fizeram e continuam a fazer com o anterior Presidente da República José Eduardo dos Santos, sendo ele o individuo que mais dinheiro deu a roubar aos ditos Marimbondos contrariamente ao actual Presidente da Republica. 

A negociação deve ser a melhor “arma” para a resolução de conflitos, principalmente com os Jovens, quando manifestam-se exigindo empregabilidade e reformas publicas (Eleições Autárquicas).

Angola tem Terras Cultiváveis, um Governo sábio, hábil e competente pode encontrar soluções nestes pressupostos de produção agrícolas, para os Jovens, com maquinaria agrícola e seguidamente com a compra dos produtos agrícolas produzidos pela juventude e seguidamente realizando o armazenamento, conservação e distribuição.

Tudo se resolve quando se quer, e de facto exista vontade politica para ultrapassar diferendos com a sociedade discordante. Importante mesmo é a existência de vontade politica.

Governar é comunicar! O POVO UNIDO VENCERÁ!

Por : Nguame Nvunda Mwangola 05 de Abril de 2021 

Luanda Angola 

 

+ There are no comments

Add yours