ALIANÇA ENTRE COSTA JUNIOR PRESIDENTE DA UNITA E SISSOCO EMBALO PRESIDENTE DA GUINNE BISSAU INQUIETA REGIME ANGOLANO

ADALBERTO COSTA JÚNIOR ENTRE A LEGITIMIDADE INTERNA E EXTERNA 

    Num contexto em que o país volta à incerteza e o actual Presidente regista índice recorde de rejeição, Adalberto Costa Júnior, Presidente da UNITA faz uma digressão para África e para Europa, tudo isso acontece depois de João Lourenço ter feito a sua digressão com vista a atrair investimentos estrangeiros. Adalberto Costa Júnior esteve ontem com Umaro Sissoco da Guiné-Bissau- um dos poucos presidentes no mundo que teve a coragem de apresentar-se contra as  medidas políticas de João Lourenço. O mesmo foi assessor de Muhammar Kadafi e é formado em Ciências Políticas e Relações Internacionais, conseguiu impor-se como Presidente num país conhecido como palco de golpes de Estados. Outrossim, o Presidente da Guiné-Bissau conta com a bênção dos países vizinhos, sobretudo, da CEDEAO. Adalberto Costa Júnior tem ainda boas relações com Ulysses que é Primeiro Ministro de Cabo Verde. Assim sendo, nos PALOPS o MPLA conta com o apoio de Moçambique, São Tomé e Príncipe enquanto a UNITA avança com Guiné-Bissau e Cabo Verde. A nível da CPLP o MPLA encontra mais um obstáculo no Brasil com o governo de Bolsonaro depois da queda do PT e em Portugal o dilema entre Marcelo Rebelo de Sousa que é Pró-MPLA enquanto o primeiro-ministro por mais neutro que possa parecer sua mãe Maria Pala detém grande simpatias com a UNITA, isto porém, faz com que Portugal não haja de forma unida em favor das medidas políticas de João Lourenço. Igualmente realçar a importância de Ana Gomes que fartou de uma vez por todas do MPLA. As eleições de 2022 poderão determinar o futuro de Angola entre a alternância e a continuidade do regime. Adalberto Costa Júnior está em vantagens dentro e fora de Angola, basta apenas conservar esta dinâmica para realizar o sonho de milhares de angolanos: mudança.

Por Hitler Samussuku

01 Maio,2021

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *