UNITA contesta proibição de sondagens defendida pelo MPLA

 

UNITA contesta proibição de sondagens defendida pelo MPLA

Continuar a ler 

O Parlamento angolano votou na especialidade a lei que proíbe a realização de sondagens durante a campanha eleitoral com vistas às eleições gerais. O diploma vai ser submetido a votação na na próxima quarta-feira, 18 de Maio.

O maior partido da oposição angolano protesta contra o modelo de regulação do texto. Enquanto o MPLA se manifesta favorável ao pacote, minimizando as críticas da UNITA.

O MPLA e a UNITA mostram-se divididos quanto à Lei das Sondagens e Inquéritos de Opinião, diploma aprovado na terça-feira, que veta a realização de sondagens durante o período eleitoral.

O vice-presidente da Bancada Parlamentar da UNITA, Maurílio Luiele, contesta o modelo de regulação do diploma e questiona as razões que limitam a divulgação de sondagens no dia das eleições.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *