O PRESIDENTE DO MPLA VOLTA A USAR MEIOS E BENS PÚBLICOS PARA FINS PARTIDÁRIO

O PRESIDENTE DO MPLA VOLTA A USAR MEIOS E BENS PÚBLICOS PARA FINS PARTIDÁRIO

Ao longo da semana, registou-se um forte aparato e movimentações de bens e pessoas com destino a província do Huambo, onde o presidente do Partido MPLA iria proferir o seu discurso tóxico e demagogo

Nada contra a pré campanha, todos os partidos têm este direito 

O que me preocupa, é o facto do partido usar bens públicos para fins partidário

 

Não basta os meios de comunicação, que durante o dia transmitiram o acto como se não houvesse notícias importantes do interesse público

Nas imagens que me chegaram vê-se um amontoado de Sobas levados com promessas enganosas, tendo ferido a autonomia do poder tradicional legalmente protegidos

O que mais me arrepiou foi ver camiões afetos a casa militar, transportando militantes do partido, ferindo claramente o princípio da separação de poderes 

A casa militar é um dos órgãos auxiliar do presidente da República e não do partido MPLA

Atenção que, o partido não é órgão do Estado 

De acordo com o Estatuto Orgânico, publicado no Diário da República do dia 9 de Dezembro, a Casa Militar do Presidente da República é um órgão Auxiliar do Presidente da República com a missão de prestar assistência, assessoria e apoio técnico directo e imediato ao Presidente da República no desempenho das suas funções, especialmente em assuntos de segurança nacional e na garantia da segurança e defesa presidencial.

Em consequência do reajuste, o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República é actualmente ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, a quem compete dirigir, superintender, tutelar, orientar a actuação funcional e operacional, a preparação e desenvolvimento da Casa Militar do Presidente da República.

Quando um partido fica perto de meio século no poder tudo se corrompe, tudo se confunde 

É necessário que o Candidato João Lourenço observe o princípio da separação 

Desta forma, estará a adiar o sonho da concretização e efetivação de um Estado de Direito e democrático 

Campanha sim mais com ética 

Por:JAIME MC
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *