CABRITO QUE GOSTAVA DE COMER CAPIM FRESCO AFINAL COMIA PALHA SECA E OS CHIFRES CRESCERAM

 CABRITO QUE GOSTAVA DE COMER  CAPIM FRESCO
  AFINAL  COMIA PALHA SECA E OS CHIFRES CRESCERAM
Eu até poderia iniciar essa crônica dizendo bem feito , aplaudindo a minha sobrinha por ter corneado este velhaco que poderia ser seu avô .
Mas como coloco a fidelidade como um dos pilares mais importantes  de um relacionamento, minha estrutura moral não me aconselha a chegar até esse ponto.
O tipo estava sentindo o peso dos cornos cada vez mais lhe pesando pelos ombros quando  a 

fama começou a se propagar , apesar de já um pouco tarde.

Porque afinal a miúda já era uma Maria  Rasgadora de longa data e bem calejada diziam as línguas justamente inflamadas .
Que lhe conheciam melhor do que eu , mesmo sendo tio de sangue irmão da mãe.
Agora deixou a miúda , mas ainda bem que não num deserto perdida como uma vaca louca desesperada.
Pois foram  largos os anos que ele com o roubado se fartou de empanturrar a miúda , se essa não se fez , a culpa é dela e logo onde só sobrevive quem é vivida, viva ou vivaça .
O tipo de relação que existia entre ele e a minha sobrinha, mesmo tendo lhe  espetado uns poucos filhos como quem diz ;  assim já não vais piscar os olhos a outros homens mais novos .
Não valeu nada , aquilo era uma relação do tipo  tiro e queda , dinheiro na mão e cú no chão. 
Nunca podia bater certo, até porque foi falta de juízo deste também corrupto e gatuno de estimação de João Lourenço , se assim não fosse .
Num país gerido por gente séria estaria numa cadeia , pois foi dos que se fartou de roubar .
Mesmo apesar de que empanturrava também a minha sobrinha sua amante se calhar nona ou décima e a minha falecida irmã com os milhões roubados .
Para as grandes vidas mulatas  na Tuga em grandes hotéis , vinhos verde e marisco  e outras paragens que até me metia nojo .
Nunca me tinha feito orgulhoso nem vaidoso só de saber que eram dinheiros de sangue conseguidos sobre os escombros de milhões de angolanos que sofrem e morrem todos os dias por causa desses roubos.
Como é que um velhaco desses  apesar de que pintava o cabelo e os lábios tipo um panina.
Para vender a ilusão de que era mais jovem , iria fazer de sua amante ainda que fosse a nona ou décima uma miúda com idade que poderia ser  sua primeira neta ? 
Estava à espera de fidelidade ?
Mesmo já cansado e com a tensão lhe fugindo cada vez mais pela boca por causa da idade ?
E logo de uma miúda na flor da sua juventude e com todos os condimentos de atrativa e alvo de cobiça de batalhões de jovens e velhos endinheirados ?
O senhor por causa do seu poderoso poder de compra  , sem ética e sem moral tinha acreditado que tinha comprado a minha sobrinha  e lhe transformado em sua propriedade privada afinal enganou-se.
Pois considerar a fidelidade numa relação ser  tal igual á fidelidade de uma cachora ou de um cão que nunca morde o seu dono lhe foi fatal .
Nunca dá certo um velhaco com uma mulher  muito mais nova disparidade de idade tipo  avó e neta.
Tarde ou cedo acaba-se por carregar o peso dos cornos na mochila ás costas ou mesmo na cabeça .
Mas como muitos não se importam pior se o bicho já não morde, vão mesmo só se fingindo que está tudo bem aos olhos dos meios cegos e semi idiotas.
Continuarei
Fernando Vumby

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *