Empresário corrupto Luís Vicente o dono da Refriango corrompe inspector com 25 milhões para não multar sua empresa

 

O cidadão português Luís Vicente o dono de um império empresarial em Angola e Portugal, continua a não respeitar as leis e as autoridades angolanas.

Recentemente a empresa Nuvibrands do milionário português estava comercializar a revelia desodorizantes (de marca Oasis) expirados desde 2019 em Angola

 Em violação às leis angolanas, a empresa “Nuvibrands – Comércio e Serviços, Limitada”, pertencente ao NuviGroup, com sede em Lisboa, vendeu milhares de desodorizantes de marca “Oasis” com as datas de caducidades adulteradas.

O Lil Pasta News sabe que foram vendidos mais três mil caixas de desodorizantes “Oasis”, nocivos à saúde dos seus usuários, à nível de Angola, num claro atentado contra à saúde pública.

A empresa Nuvibrands – que, segundo o Diário da República, fora constituída pelos sócios Luís Vicente (através da Nuvigest, Limitada) e José Estevão Daniel, actual presidente do Conselho de Administração da Refriango – ao invés de pagar a milionária multa, optou por corromper o ex-inspector geral adjunto do Comércio, António Inácio, com cerca de 25 milhões de kwanzas. A negociação para “operação de suborno” foi feita por Patrícia Gomes (da parte da Nuvibrands).

Além da empresa Nuvibrands, Luís Vicente é o dono da Refriango, é apontado por muitos de num passado recente ser testa de ferro da família Dos Santos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *