VICTOR FONSECA, o homem que TENTOU ROUBAR O CADÁVER de “Zedú” PARA AGRADAR JOÃO LOURENÇO

 

VICTOR FONSECA, o homem que TENTOU ROUBAR O CADÁVER de “Zedú” PARA AGRADAR JOÃO LOURENÇO

Na quarta-feira, 10, os angolanos ficaram surpreendidos com a notícia de uma tentativa de “sequestro” do cadáver do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que se encontra no Instituto medicina legal de Barcelona vulgo “tanatorio”, aguardando por uma ordem judicial para o seu desfecho, quanto a entidade a entregar.

Os responsáveis do instituto notificaram aos advogados da família do malogrado Presidente informando que um grupo encabeçado por um homem que identificou-se por “Victor Fonseca”, compareceu por volta das 14h, no referido “tanatorio” munidos de documentos (falsos) alegando que já estava tudo “resolvido” e que pretendia levar o corpo de José Eduardo dos Santos para ser enterrado em Angola.

 

Ao sentirem baralhados, os responsáveis do instituto telefonaram para os representantes legais da família informando sobre o que se estava a acontecer. Deduz-se que o grupo tentou “levar” o corpo de JES, aproveitando o facto de que Espanha observa neste mês de Agosto, as férias judiciais, e assim sendo os tribunais estão parados até o proximo dia 31. 

Quem é o homem que pretendia agradar o Presidente João Lourenço?

O Imparcial Press Press sabe que, a 27 de Setembro de 2017, o Chefe de Estado, João Lourenço, através do Decreto Presidencial n.º 238/17, nomeou Victor Manuel Rita da Fonseca Lima, para o cargo de secretário para os Assuntos Diplomáticos e de Cooperação Internacional do Presidente da República.

Com os tribunais espanhóis parados, devido as férias judiciais, Victor Fonseca liderou um grupo de efectivos dos serviços de secretos (formados recentemente pelo Governo angolano na Alemanha) para roubar – tipo do nos filmes – o cadáver de José Eduardo dos Santos, falecido a 8 de Julho do corrente ano, em Barcelona.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *