Nelito Ekuikui já não é secretário provincial da UNITA em Luanda,objectivo liderar a Jura para expulsar ACJ da liderança

Sabe-se que, em 2019, Ekuikui concorreu à liderança da JURA, com outros sete candidatos, e foi derrotado por Agostinho Kamuango. Desta vez, com a experiência que adquiriu ao dirigir o Secretariado Provincial, há maior probabilidade de vencer os demais concorrentes neste V Congresso que vai se realizar de 15 a 17 de Março, sob o lema “JURA – Inovar e mobilizar para vencer”.

Nelito Ekuikui já não é secretário provincial da UNITA em Luanda

Nelito Ekuikui já não é secretário provincial da UNITA em Luanda
O político Nelito Ekuikui renunciou está terça-feira, 31, o cargo de secretário provincial da UNITA em Luanda, que ocupava desde 2019, soube em primeira-mão o Imparcial Press junto do mesmo.

Em declarações ao Imparcial Press, o também deputado da Assembleia Nacional revelou que pretende voltar a concorrer ao cargo de secretário geral da Juventude Unida Revolucionário de Angola (JURA), após a renúncia de Agostinho Kamuango em concorrer a um segundo mandato na organização.

Nelito Ekuikui garantiu a imprensa privada que prevê apresentar a sua (tão esperada) candidatura no próximo dia 3 de Fevereiro, em Luanda.

Sabe-se que, em 2019, Ekuikui concorreu à liderança da JURA, com outros sete candidatos, e foi derrotado por Agostinho Kamuango. Desta vez, com a experiência que adquiriu ao dirigir o Secretariado Provincial, há maior probabilidade de vencer os demais concorrentes neste V Congresso que vai se realizar de 15 a 17 de Março, sob o lema “JURA – Inovar e mobilizar para vencer”.

Ao despedir-se hoje dos seus colaboradores do Secretariado Provincial da UNITA em Luanda, o jovem político – que derrotou o MPLA no circulo provincial nas últimas eleições gerais – deixou uma mensagem de agradecimento a todos que politicamente o apoiaram, que passamos na íntegra:

MUITO OBRIGADO LUANDA!

De 2019 para cá, a oportunidade que tivemos de dirigir Luanda, foi ímpar. Uma mistura de emoções com doses de cicatrizes e porções de medalhas, abraços dos cidadãos luandenses em todos os cantos.

Assim é a vida, dizem. Seguimos andando, palmilhamos todos os municípios e distritos desta cidade capital, fomos aos lugares esquecidos, partilhamos do pão, a água, o pincho e a quissangua com todos cidadãos e cidadãs, munimo-nos do espírito que congrega todos os Angolanos, e em Agosto de 2022, com a bravura de todos e todas, fizemos a histórica, além da probatória e esmagadora “victoria” do povo nas eleições gerais de 2022.

Homens que somos, temos a plena noção que falhamos em alguns aspectos, decepcionamos alguns corações, porém, nunca nos desanimamos, erguemos as nossas cabeças e continuamos a acreditar no grande sonho da nação angolana, “Alternância Política”.

Discurso antissemita atira Kanye West para fora da lista de multimilionários da Forbes

A caminhada foi longa, tivemos inúmeros dias amargos, mas que, se tornaram dias de grandes experiências e motivações, trabalhamos arduamente para que os desafios internos fossem responder as dinâmicas externas, não fize-mo-lo isoladamente, congregamos todos os militantes e ex militantes, distribuímos responsabilidades que transcendeu para missão congregadora com a sociedade civil, que se tornou imperativo a minha mobilidade híbrida, exigiu de mim duas posturas em um só, administrar o partido em Luanda e servir todos luandenses, isso, inevitavelmente me trouxe uma conexão inquebrantável com esse magnífico povo, tenho dívidas grandes com Luanda, mas sabemos que o caminho é para frente, e de todas as frentes, continuaremos a lutar para a liberdade e o desenvolvimento dos povos.

Enquanto servidores, entendemos que, os cargos não são eternos, e que a mobilidade de responsabilidade em qualquer organização é extremamente importante para sua sobrevivência, isso transmite uma cultura democrática e de organização. Os desafios continuam acompanhado de seus respectivos sacrifícios, e com sentido de dever cumprido, hoje, saindo por vontade própria, tornamos público a suspensão de todas as nossas funções na direção do Partido em Luanda.

Quero desde já, agradecer profundamente a direção do partido, agradecer igualmente o Presidente Adalberto Costa Júnior, que durante essa caminhada, soube dirigir com excelência e levar a bom porto o partido.

Não é um adeus, com extremas lágrimas de emoções, recebam os nossos mais humildes agradecimentos, muito obrigado!

Nelito Ekuikui.

Luanda, aos 31 de Janeiro de 2023

Fonte : Imparcial

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *