JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL A desorganização no Consulado Geral de Angola em Lisboa, mantém-se

A desorganização no Consulado Geral de Angola em Lisboa, mantém-se

A desorganização no Consulado Geral de Angola em Lisboa, mantém-se post thumbnail image
Consulado Geral de Angola em Lisboa

Um consulado é uma estrutura de representação diplomática mais próxima aos cidadãos, que tem como principal função proteger e assistir os cidadãos do seu País que estão em território estrangeiro, além de exercer funções como emissão de vistos e passaportes, e a função do cônsul é aquela de promover relações comerciais entre o seu País e a nação estrangeira, e proteger os direitos dos seus cidadãos naquele Território.

A desorganização no Consulado Geral de Angola em Lisboa, mantém-se.
Não se percebe porque que o Mirex envia para essa missão diplomática pessoas arrogantes.
O caricato aconteceu a semana passada, quando a senhora Vice Cônsul Conceição Mawete decide reunir com os funcionários. No início da reunião pediu a senhora Maria Agostinho ( conhecida como dona Nocas) para fazer uma oração, não respeitando assim a opção religiosa de cada um.
A dona Nocas é membro da lgreja Universal, tal como a sra Conceição Mawete.
Numa instituição do estado como é o Consulado de Angola em Lisboa, isso não pode acontecer.
Não concordo com alguns rituais dessa igreja e tenho a minha maneira de falar com Deus. Portanto a senhora Conceição Mawete, não pode impor orações.

O Consulado Geral de Angola em Lisboa está fora de controle, a desordem aí é praticamente total, a corrupção está em alta

Diplomacia não é pra todos, um diplomata tem de ser o mais dinâmico, o mais responsável e o mais preparado possível, deve ser altamente competente

Angola é o único País no Mundo que tem Diplomatas mixeiros, a culpa é do MIREX que até hoje não consegue fazer reformas! Diplomacia não é pra todos!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post

MPLA perde uma das suas praças tradicionais Malange e entrega de bandeja para UNITAMPLA perde uma das suas praças tradicionais Malange e entrega de bandeja para UNITA

 MALANJE SE RENDE AOS PÉS DE ADALBERTO COSTA JÚNIOR. ”’”””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””Não há dúvidas que os ventos da Mudança chegaram com AdalbertoJúnior. Depois da sua visita a MALANJE onde aquele povo abriu