JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL Noé Francisco Dias Mateus, ex-candidato à Vice-presidente da República de Angola, pela lista da Aliança Patriótica Nacional-APN roubou mais de 30 milhões de kwanzas

Noé Francisco Dias Mateus, ex-candidato à Vice-presidente da República de Angola, pela lista da Aliança Patriótica Nacional-APN roubou mais de 30 milhões de kwanzas

Noé Francisco Dias Mateus, ex-candidato à Vice-presidente da República de Angola, pela lista da Aliança Patriótica Nacional-APN roubou mais de 30 milhões de kwanzas post thumbnail image

No âmbito da realização das Eleições Gerais de 2022, que teve lugar no dia 24 de Agosto de 2022, o Ministério das Finanças vem, informou que concluiu, com base na legislação aplicável, o processo de pagamento dos montantes fixados para as subvenções públicas das campanhas eleitorais dos partidos políticos.

APN recebeu, a quantia monetária de Kz 1 112 050 000,00 (mil e cento e doze milhões e cinquenta mil Kwanzas) destinados a financiamento da respectiva campanha eleitoral.

No total, foram desembolsados Kz 8 896 400 000,00 (oito mil e oitocentos e noventa e seis milhões e quatrocentos mil Kwanzas). 

Assim, todos os partidos políticos e coligação de partidos cujas candidaturas foram aprovadas pelo Tribunal Constitucional (nomeadamente, PHA, P-NJANGO, UNITA, FNLA, CASA-CE, APN, PRS e MPLA)  receberam, individualmente, a quantia monetária de Kz 1 112 050 000,00 (mil e cento e doze milhões e cinquenta mil Kwanzas) destinados ao financiamento das respectivas campanhas eleitorais

O Ministério das Finanças reafirma o seu engajamento no cumprimento das obrigações financeiras do Estado, viabilizando, neste caso, o importante processo em curso no sentido da consolidação de um Estado Democrático e de Direito.

Disse ao Factos de Angola uma fonte junto do Ministério das Finanças.

Noé Francisco Dias Mateus, ex-candidato à Vice-presidente da República de Angola, pela lista da Aliança Patriótica Nacional-APN, que concorrem na sexta posição no boletim de votos, nasceu em Luanda, aos 5 de Dezembro de 1984.

O também conhecido como Evangelista ou Pastor Noé Mateus, é filho de Francisco Mateus e de Esperança Francisco Bento Dias, Casado com Cláudia Maria Domingos António Mateus.

Pastor Noé Mateus desviou ( roubou) dinheiro das eleições do APN e construiu um restaurante e uma piscina no Zango 0

Candidato à Vice-presidente da República pela lista da Aliança Patriótica Nacional-APN

O pastor e político angolano, Noe Mateus, é acusado de roubar mais de 30 milhões de kwanzas, Aliança Patriótica Nacional, na época eleitoral.

Segundo a denúncia chegada a redação do Maka Mavulo News, Noé Mateus criou diversas falsas empresa para prestarem serviços ao APN, cujo o destino final dos dinheiro era o seu bolso.

O Maka Mavulo News sabe que além de roubar o dinheiro do APN, Noé Mateus também é acusado de ter uma mal gestão com dinheiro das igrejas que dirige.

No final das eleições Noé Mateus viajou para África do Sul, onde foi comprar diversos materiais com os dinheiros desviados.

Mais de mil delegados de lista fizeram-se presente na sede do partido APN para exigirem o pagamento de cerca de trinta mil Kwanzas, referente ao trabalho prestado durante o processo de votação das eleições desta quarta-feira, 24 de Agosto. Os delegados,  condicionaram a entrega das actas do processo de votação pelos honorários que devem receber.

    Ate ao fecho desta materia o pastor Noé nao consegue provar a origem do dinheiro que construio o restaurante com piscina passado um 1 ano apos as eleições de 2022,a rádio nacional de Angola orgao oficial do governo angolano publicou uma materia sobre o escandalo financeiro no APN que regou em conflitos ouça a reportagem da Jane Ferreira: Clique rna Sabe-se que que Noé Mateus nunca conseguiu provar que estudou teologia.

    Eis a pergunta como ele conseguiu fazer este emprendimento é um homem de negócio,fez emprestimo bancário que justifique,disse Antonio Luis membro da APN descontente com a noticia postada no jornal online Makamavulo News,ja Filomena Pascual solicita a procuradoria geral da República de Angola,a instaurar uma investigação sobre a origem destes fundos,nós temos que fazer uma carta ao procurador geral,fomos espancados pela policia Nacional la no Quinaxixi,outros nas provincias nunca receberam o seu dinheiro,passamos fome e sede,sacrificamos nossas vidas hoje,o senhor pastor vem postando videos e outras propagandas exibindo o dinheiro que roubou atribuido pelo governo ao APN,exigimos justiça,disse Quiguengo Mariano Panzo no Uige.

    Fonte: Makamavulo News

    Leave a Reply

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Related Post