Funcionários do BPC beneficiam de comissões de empresários que se recusem a pagar dívidas ao Banco

Empresários negam pagamento de dívidas ao BPC e ameaçam expor funcionários beneficiados por comissões: Conheça os nomes dos maiores kilapeiros do BPC

 BPC e ameaçam expor funcionários beneficiados por comissões
                                                                                                 BPC  funcionários beneficiados por comissões

Em uma reviravolta na situação envolvendo o Banco de Poupança e Crédito (BPC), empresários devedores estão se recusando a pagar suas dívidas e afirmam estar prontos para expor os funcionários que receberam comissões vantajosas como condição para a concessão de financiamentos.
Essa postura tem dificultado os esforços do banco na recuperação do chamado crédito mal parado.
De acordo com informações obtidas pelo Factos de Angola, altos funcionários do BPC admitem internamente as dificuldades enfrentadas pela instituição na abordagem da recuperação do crédito inadimplente.

Lista Ler Em  lil pasta news 
Muitos empresários, que compõem a maioria dos devedores, têm se recusado a comparecer à Direção de Recuperação de Crédito do banco, alegando não terem recebido notificações oficiais sobre suas dívidas.
Aqueles que atendem às convocações têm manifestado recusa em cooperar, alegando que foram obrigados a oferecer “percentagens” como condição para a obtenção dos financiamentos.
Eles argumentam que não é justo serem forçados a devolver algo quando funcionários da própria instituição também se beneficiaram dessas transações.
Uma fonte interna do Factos de Angola revelou que alguns empresários estão dispostos a revelar os nomes dos funcionários que receberam comissões vantajosas como forma de pressionar o banco.
Eles pretendem, se necessário, recorrer ao Presidente da República para resolver a situação, uma vez que os juros devidos aumentam a cada dia, colocando-os em uma condição de reféns do próprio banco.
O Banco de Poupança e Crédito é uma instituição financeira estatal de Angola, com três acionistas: o Ministério das Finanças, o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) e a Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Um dossier com mais de 135 paginas ambas com listas de nomes dos funcionários que receberam comissões  do BPC em posse da confidencial News .

 

Fonte: Confidencial News

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *