JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL ELE NÃO É DAQUI

ELE NÃO É DAQUI

ELE NÃO É DAQUI post thumbnail image

Durante muito tempo eu fui ouvindo que os jornalistas são atrevidos e gente sem medo. Hoje, eu pude confirmar isso.

O que me chamou a atenção é ver um jornalista sem medo escrever e publicar nas redes sociais que um determinado Ministro “NÃO É DAQUI”.

Como dizem que as mulheres são fofoqueiras, agora imaginem uma mulher jurista, é fofoqueira ao quadrado.

Me desculpem minhas colegas, que os homens têm medo da nossa boca, isso, têm. Veja só eu aqui, a envelhecer nem só um homem para abraçar a noite. Mas as nossas concorrentes, as zungueiras, estas não brincam, os homens ficam todos mortos por elas.

Deixa fazer aqui um parênteses.

Ontem, dei boleia a um colega e de repente vejo ele bem atento a olhar para as pernas de uma zungueira que estava a vender ginguba.

Eu a falar com o colega, ele tipo não estava no carro, todo concentrado na mbunda da coitada que de baixo do sol rebolava as ancas de forma sedutora.

Como mulher solteira fiquei bem brava, “como é que eu que estou aqui a conduzir, ele nem coloca a mão dele nas minhas mãos e fica a olhar para aquela mulher mal apresentada?”. Pensei cá comigo. Voltando ao assunto dos jornalistas que são atrevidos.

Um tal de João Walter teve a ousadia de escrever que o ministro da Cultura “NÃO É DAQUI”.

O atrevimento deste jornalista é tal que até eu ao ler o texto dele no whatsap, fiquei com medo. O tal de João Walter é tão atrevido que até colocou um número de telefone.

Mas como eu só mesmo bisbilhoteira tirei o número (+244925485133) e liguei. Não é que o número chamou. -Aló, quem fala? -Desculpa é o senhor João Walter? -Sim, com quem falo? -Foi o senhor que escreveu o texto dizendo que o ministro da Cultura não era daqui? -Sim, e qual é o problema? -Mas o senhor não tem medo? -Medo que quê, minha senhora?

A senhora já ouviu dizer que os do Cazenga são medrosos?

Eu só do Cazenga, Congo Pequeno, aí onde partiram os heróis do quatro de fevereiro. Eu não tenho dupla nacionalidade. Se o ministro tem dupla nacionalidade o problema é dele. Por isso ele não é daqui. -Não estou a falar por mal. -Minha senhora, não fui eu quem criou as frases, pergunta ao Manuel Homem, o governador de Luanda, foi ele quem nos incentivou a denunciar os que não são daqui.

Os corruptos NÃO SÃO DAQUI, os vende pátria NÃO SÃO DAQUI, os que querem manchar o nome do Presidente da República NÃO SÃO DAQUI, os que criam desordem e perturbam a paz social NÃO SÃO DAQUI.

Minha senhora se ligou para me ameaçar, fique sabendo que a senhora NÃO É DAQUI.

Não, eu não liguei para ameaçar, apenas liguei para dizer que o senhor tem muita coragem e que Angola agradece, pois, o senhor É DAQUI Desliguei o telefone. Foi um sufoco.

Homem que é homem não se esconde assume.

Parabéns, senhor João Walter!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post