JORNAL FACTOS DE ANGOLA NACIONAL sacrifícios dos revus/activistas, que os ajudaram a ter mais assentos no Parlamento.

sacrifícios dos revus/activistas, que os ajudaram a ter mais assentos no Parlamento.

sacrifícios dos revus/activistas, que os ajudaram a ter mais assentos no Parlamento. post thumbnail image

FADA, JOVENS ANGOLANOS, GABINETE DE ESTUDOS E O DESESPERO DOS APROVEITADORES

Mas afinal, se se manifestavam por falta de oportunidades, falta de possibilidades, falta de quase tudo, agora que lhes foi mostrado o caminho que qualquer um pode seguir e fazer, onde está o erro?

Afinal querem o bem ou o mal dos jovens angolanos?

Ninguém corrompe ninguém. Contratos são contratos, principalmente com bancos.

O país é de todos e para todos. Não é apenas para aqueles que receberam os lexus, os últimos VX, hilux, empregadas, seguranças, viagens e salários gordos no fim de cada mês, resultante dos riscos e sacrifícios dos revus/activistas, que os ajudaram a ter mais assentos no Parlamento.

Os jovens, independentemente das suas convicções, também merecem oportunidades. Não devem só servir os interesses de uns, e continuarem a enfrentar dificuldades até para obterem o mais básico.

As oportunidades que existem no país não são apenas daqueles que usaram os activistas para fins eleitorais e, depois, como se vê agora, abandonarem todos eles, e só se lembrarem que eles existem quando os precisarem para voltarem outra vez às ruas, a fim de gritarem por eleições autárquicas.

Esse gabinete, diferente da imagem que criaram à sua volta, abriu-se a esses jovens para, por via do diálogo, entender as suas dificuldades e ajudá-los a encontrar o melhor caminho.

Angola é de todos e para todos!

Adaptado de Manuel Neto (Cidadão Atento)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Post